Museu Nacional Romano De Palàcio Massimo

By Lalupa (Own work) [GFDL or CC-BY-SA-3.0], via Wikimedia Commons
Duração 2 horas.
Fones de ouvido obrigatório para grupos.
Reserve >

Situado perto da estação Termini o Palácio Massimo é um edifício em estilo Neoclássico. Encomendado pelo padre jesuíta Massimiliano Massimo, foi construído entre 1883 e 1887, abrigou um colégio até 1960 e desde 1998 foi adquirido pelo Estado Italiano e virou museu.
A visita guiada ao museu acontece pelos quatro andares: afrescos, mosaicos, moedas, ourivesarias que testemunham a evolução da cultura artística romana do final da Idade Republicana até a Idade Antiga (século II AC- século V DC).
A visita inicia no andar térreo do Palácio Massimo, estaremos na Grécia antiga e veremos muitas obras originais gregas encontradas em Roma. No primeiro andar são expostas célebres obras prima de estatuária como o “Discobolo Lancellotti” , a “Moça de Anzio”, o hermafrodito dormindo, magníficos sarcófagos como o de Portonaccio que leva um alto relevo representando uma cena de combate.


Visita Guidata Museo Nazionale Romano di Palazzo MassimoMuseo Nazionale Romano di Palazzo Massimo di Roma


No segundo andar é documentada a pintura a fresco de importantes residências antigas de Roma, a mais sugestiva e preservada é o Jardim pintado de Livia. No subsolo tem uma ampla coleção numismática, além de utilidades, joias e a múmia de Grottarossa, o material exposto é de cerca de quinhentas mil peças; a coleção foi incrementada adquirindo lotes de moedas no mercado antiquário para não as desperdiçarem. Entre os lotes mais importantes notaremos: – a coleção de bronzes da Itália antiga que pertenceu ao Museu Kircheriano, incluindo as peças procedentes do depósito votivo de Vicarello, perto do Lago de Bracciano; – a coleção de Francesco Gnecchi com mais de 20.000 peças da Idade Romana e Alto Medieval; – a coleção de moedas italianas da Idade Media e Moderna de Vittorio Emanuele III com mais de 150.000 peças.