Museu Da Civilização Romana

Duração 2 horas.
Fones de ouvido obrigatório para grupos.
Reserve >

A visita guiada ao Museu da civilização Romana começa pelo Palácio da Mostra da Romanidade também Planetário Romano, na praça Giovanni Agnelli no bairro Eur. O prédio tem duas asas simétricas ligadas por uma colunata. Foi realizada no ano 1942 pelos arquitetos Pietro Aschieri, Gino Peressutti, Cesare Pascoretti e Domenico Bernardini, para a exposição universal conforme aos critérios fascistas. O Museu ficava antigamente na “rua da Grega”, onde funcionou de 1927 a 1955 quando foi colocado no atual edifício. Neste museu foram expostos materiais procedentes do Museu do Império Romano, da Mostra Augustea da Romanidade e da Mostra arqueológica de 1911. As obras expostas que visitaremos são reproduções que documentam a história e a civilização de Roma e a marca deixada pela romanidade nos territórios do Império: maquetes dos monumentos e dos complexos arquitetônicos de Roma e das províncias, reproduções de estátuas, inscrições, relevos e bustos, além de testemunhos da vida cotidiana como objetos de uso doméstico, ferramentas de trabalho, utilidades e mais. A visita guiada pelas 59 salas do museu é dividida em dois itinerários: o “histórico cronológico” e o “temático”. Para entender melhor a coleção na totalidade, iniciaremos pela sessão histórica que trata os assuntos relativos às origens de Roma (lendas romanas, civilização primitiva), à conquista do Mediterrâneo, às gestas de Cesare aos imperadores, até chegar ao cristianismo. Uma sala inteira é dedicada ao exército romano, à reconstrução das máquinas de guerra, armaturas e insígnias militares. A última sala é ocupada pela maquete topográfica de Roma arcaica que reproduz a cidade desde a época dos reis Tarquinios até as primeiras décadas da republica, o conjunto urbano e a paisagem natural ao redor. A segunda parte da visita concerne a sessão temática, onde tem os aspectos mais significativos da vida cotidiana da vida pública romana: escola, moradia, direito, leitura, música, arte, literatura, ciência, medicina, indústria, artesanato, agricultura, pastorícia, caça, pesca, alimentação, comércio e vida econômica. Uma sala inteira tem os moldes em gesso do relevo da Coluna Traiana, obtidos pelas matrizes feitas entre 1861 e 1862 por vontade de Napoleão III. A visita acaba observando a célebre maquete monumental de Roma na época do imperador Costantino, realizada entre 1935 e 1955 pelo arquiteto Italo Gismondi e que ainda constitui uma ferramenta didática válida e interessante.